Hora certa

Pesquisa personalizada

quarta-feira, março 28, 2007

Falando sobre flores



As flores não são simples ornamentos que embelezam as plantas, mas sim um engenhoso recurso da natureza destinado a promover a propagação das espécies vegetais. Atraídos pelo seu vivo colorido, pássaros e insetos tocam-nas, circulam de uma para a outra e fazem o transporte do pólen, elemento necessário à fecundação das flores.
Muitas plantas produzem flores que segregam um líquido adocicado, o néctar, que atrai insetos que dele se alimentam. Ao sugar o néctar, o inseto esbarra nas antenas, elemento masculino da flor, e fica polvilhado de pólen que adere às partes de seu corpo. Na visita a outra flor, grãos de pólen caem e atingem o estigma, o elemento feminino da flor, provocando a fecundação. A este processo dá-se o nome de polinização.
As células existentes no ovário da flor se desenvolvem, geram frutos e sementes que, germinando, fazem nascer novas plantas, garantindo a continuidade da vida vegetal, portanto evidenciando a importâncias das abelhas.

AS FLORES DO JARDIM DE NOSSA CASA
Roberto Carlos
As flores do jardim de nossa casa,
Morreram todas, de saudade de você,
E as rosas que cobriram nossa estrada,
Perderam a vontade de viver.
Eu já não posso mais,
Olhar nosso jardim,
Lá não existem flores,
Tudo morreu pra mim.
As coisas, que eram nossa se acabaram,
Tristeza e solidão, é o que restou,
As luzes das estrelas se apagaram
E o inverno da saudade, começou.
As nuvens brancas, se escureceram,
E o nosso céu azul, se transformou,
O vento carregou todas as flores,
E em nós, a tempestade, desabou!
Mas não faz mal, depois que a chuva cair,
Outro jardim, um dia há de reflorir!


A INFLUÊNCIA DAS PlANTAS E DAS FLORES NA VIDA DO HOMEM

As plantas influem de diversas maneiras na vida do homem. Existem influências comprovadas, inclusive na nossa maneira de ser. Estudos mostram, desde os antigos, que guardam segredos, como os da Atlântida, a cidade que desapareceu. Nos achados (muito raros) de destroços dessa cidade aparecem o “Horóscopo Floral”, que unia os homens por sinais característicos, provindos das estações astrológicas do ano e por sinais formais exteriores ou por determinados fenômenos que os homens tinham em comum. Nas diversas flores do Horóscopo Floral unem-se de forma simbólica os traços característicos mais importantes e as tendências do destino de cada pessoa.
No quadro abaixo estão as datas e as flores correspondentes a cada Horóscopo Floral:
2 de março a 21 de março – Narciso
22 de março a 20 de abril – Violeta
21 de abril a 10 de maio – Hibisco
11 de maio a 31 de maio – Esporeira
1º de junho a 23 de junho – Flor de maracujá
24 de junho a 11 de julho –Orquídea
12 de julho a 5 de agosto – Lírio
6 de agosto a 28 de agosto – Papoula
29 de agosto a 23 de setembro – Rosa
24 de setembro a 18 de outubro – Crisântemo
19 de outubro a 1º de novembro – Dedaleira
2 de novembro a 12 de dezembro – Íris
13 de dezembro a 5 de janeiro – Mandrágora
6 de janeiro a 2 de fevereiro – Campainha Imperial
3 de fevereiro a 1º de março – Flor de Lótus
Se você quer surpreender e encantar uma mulher, mande flores;
Se você quer dizer que a ama, mande flores;
Se você quer pedir perdão, mande flores;
Se você quer clamar que sente saudades, mande flores;
Se você quer explicar que a distância não diminui seu amor, mande flores;
Se você quer dizer que ela lhe faz feliz, mande flores;
Se você quer pedir que ela fique com você para sempre, mande flores;
Se você quer declarar que ela é a mulher da sua vida, mande flores!

ORIGEM DAS ROSAS
O nome vem do latim rosa e do grego rhodon. As rosas estão entre as flores mais antigas a serem cultivadas. A primeira parece ter crescido nos jardins asiáticos há 5000 anos. Na sua forma selvagem a flor é mais antiga; fósseis dessas rosas datam de há 35 milhões de anos. Muitas variedades de rosas foram perdidas durante a queda do império romano e a invasão muçulmana da Europa. Após a conquista da Pérsia no século sete, os muçulmanos desenvolveram o gosto pelas rosas, e à medida que seu império se estendia da índia à Espanha, muitas variedades de rosas foram novamente introduzidas na Europa. Durante a Idade Média, as rosas eram muito cultivadas nos mosteiros. Era regra que menos um monge fosse especialista em botânica e estivesse familiarizado com as virtudes medicinais da rosa e das flores em geral. Hoje as rosas, principalmente as vermelhas, são o símbolo do amor. Não há quem resista a uma dúzia de rosas vermelhas. Shakespeare, em Romeu e Julieta, com uma única frase definiu bem aquilo que sentimos por esta flor: “Aquilo que chamamos rosa, com outro nome seria igualmente doce”.

FLORAIS DO DR. BACH

Os florais de Bach são 38 essências de florais silvestres do País de Gales, na Grã Bretanha. Os florais atuam sobre o estado emocional e formam um sistema terapêutico segundo o qual a doença resulta de um desequilíbrio da mente e do organismo, liberando os estados negativos e dando potencial capacidade para compreeder o processo de crescimento do indivíduo.
Os Remédios Florais do Dr. Back são usados como ferramentas para uma cura básica e profunda. Tratam desequilíbrios dos níveis vibratórios, mentais, emocionais e físicos. Cada um dos remédios de flores, tratam um padrão de conduta negativa e coloca para a consciência a lição que estamos enfrentando.
Farmaervas

UMA PLANTA AQUÁTICA

O aguapé floresce durante a maior parte do ano. Suas flores duram pouco tempo (um ou dois dias), mas são renovadas com a abertura de novos botões, o que faz o conjunto durar semanas. Essa planta desempenha importante papel na natureza, despolui a água de lagos, rios e córregos. Suas raízes absorvem o esgoto, decompondo-o e transformando-o em adubo para a planta.
As folhas dessa planta engordam na base, formando “bóias” cheias de ar que lhes permitem flutuar na água. Multiplicam-se rapidamente, chegando a cobrir quase toda a superfície de um lago. Por isso, quem cultiva aguapés num sítio precisa colhe-los semanalmente, deixando apenas um terço da água coberta. O aguapé colhido serve de comida para o gado ou de adubo orgânico para outras plantas.
O aguapé pode ser cultivado em casa, para isso, separe as mudas, lave as raízes e coloque-as em recipiente com água. Coloque o vaso em local ensolarado e troque a água a cada dois dias para evitar a proliferação de mosquitos.
Família Cristã

A LIÇÃO DAS FLORES
Amargurado e decepcionado com aqueles que o cercavam, alguém foi procurar alguma luz numa pessoa que vivia, aparentemente, feliz. A pessoa queria saber como agir para não se aborrecer. E explicou as causas: vivo cercado por pessoas que falam demais, embora sejam ignorantes. Outras, são indiferentes, pretenciosas, pessimistas e mentirosas... O mestre aconselhou: pois viva como as flores.
Sem compreender o significado da frase, insistiu: como viver como as flores? E o mestre apontou para lírios que cresciam num terreno baldio. Eles nascem no esterco, entretanto são puros e perfumados. Extraem do adubo mal cheiroso tudo o que lhes é útil e saudável, mas não permitem que a acidez da terra manche o frescor de suas pétalas. É indiferente aos elementos que o cercam, exibem ao sol sua beleza, perfume, cores e esplendor.
Assim é a vida. Muitas vezes sonhamos com o ideal, mas precisamos ser realistas. Partindo da realidade, construímos nosso ideal. As pessoas que nos cercam são imperfeitas...
......................................................................................
A vida é curta demais para ser desperdiçadas com azedumes e lamúrias. Faça como as flores, aproveite o que é bom em todas as situações e ofereça a todos a beleza do perfume. Isso significa na comunidade, bondade, alegria, otimismo, simpatia. È a receita das flores.
Aldo Colombo

FLORES COMESTÍVEIS
Algumas são nossas conhecidas, pois as temos em nossa mesa quase que diariamente, como a couve-flor, o brócolis, a alcachofra e a flor de abóbora, conhecida popularmente em algumas regiões como “cambuquira”. Mas, figuram ainda como comestíveis os capuchinhos, as rosas e as begônias, as calêndulas, os amores-perfeitos, os crisântemos, as tulipas, as alfazemas e as menos comuns como cravíneas e verbenas-limão.
As flores para fins comestíveis devem ser adquiridas de produtores especializados, que não usam produtos agrotóxicos, pois poderão trazer sérios prejuízos à saúde. Flores como azaléia e bico-de-papagaio são altamente venenosas, não podem ser usadas como alimento.

ALGUMAS FLORES COMESTÍVEIS:
Cebolinha – ou, como chamam os ingleses, chives, usada em saladas;
Rosa-de-jericó – Suas flores são grandes e suas cores podem ser branca, amarela, vermelha ou cor de vinho. Usadas em saladas, e a cor de vinho para escurecer vinho;
Carambola – suas flores são usadas em saladas;
Calêndula – Suas pétalas podem ser misturadas ao arroz, ao peixe, à sopa, aos quijos, iogurtes e omeletes, dando coloração como a do açafrão; usada também como corante de manteiga e queijo.
Açafrão verdadeiro – uma planta caríssima, pois para termos 1 quilo, precisamos de 100 mil flores. Usado em molhos, arroz, aves;
Abóbora – Podemos comer suas flores fritas, empanadas em ovo e farinha, ou recheada de queijo forte, ou ainda em sopa, especialmente a de milho.
Cravina – Suas flores podem ser digeridas em saladas, tortas de frutas, sanduíches, e ainda para aromatizar vinagres, geléias, açúcar e vinho. Quando açucaradas, podemos enfeitar bolos. Seu corante é muito usado em confeitarias.
Girassol – Os botões florais são cozidos, servidos como aspargos, e suas flores em saladas.
Murta – Suas pétalas podem ser usadas em saladas de fruta.
Gerâneo – Muito usada em saladas.
Ipê-rosa – A flor cor-de-rosa é comestível. Planta da Mata Atlântica, floresce de junho a setembro, enfeitam ruas e praças de muitas cidades.
Ipê-roxo – como o ipê-rosa, também suas flores são comestíveis. Floresce de maio a setembro e é originário da Mata Atlântica.
Como podemos ver, são muitas as variedades de flores comestíveis, e é bem provável que haja muitas outras que não são de nosso conhecimento. Além de bonitas, dão uma apresentação primorosa a diversos pratos, realçam o sabor. Seu uso é antigo na Europa, sendo mais freqüente em épocas especiais, como Natal e Ano Novo.

ARROZ COM FLORES DE ABÓBORA
Rendimento: 4 porções
Tempo de preparo: 40 minutos
Calorias: 285 a porção
Ingredientes
1 cebola picada (100g)
1 colher de sopa de azeite (8g)
1 xícara (chá) rasa de arroz integral (180g)
3 xícaras (chá) de caldo de legumes (750ml)
2 xícaras de flores de abóbora em pedaços (100g)
Salsa picada a gosto
120g de ricota defumada em cubos
Modo de preparo:
Refogue a cebola no azeite e junte o arroz. Regue com o caldo e deixe cozinhar por cerca de 20 minutos, em fogo baixo, mexendo ocasionalmente. Quando reduzir o líquido à metade adicione as flores e a salsa. Deixe até secar, adicione a ricota defumada em cubos, mexa e retire. Espere 5 minutos e sirva.

terça-feira, março 20, 2007

Sábio conselho

Que o teu alimento seja o teu remédio e que teu remédio seja o teu alimento.
Hipócrates, o pai da medicina

domingo, março 04, 2007

Moda





Um site para quem está sempre buscando novidades e gosta de acompanhar a tendencias. Sugestões de roupas para todas a ocasiões(1). Vale a pena conferir(2)


utilidades domésticas1






Para as crocheteiras alguns
enfeites(3) em crochet.

Vestidinhos de crochet


Uma idéia que pode inspirar você a criar outros
modelinhos(2) dando seu toque pessoal.

Related Posts with Thumbnails