Hora certa

Pesquisa personalizada

segunda-feira, outubro 29, 2007

Alcoolismo é doença séria...


Encontrei esta crônica e pensei que apesar de já ter sido publicada há algum tempo, continua atual, pois trata de um assunto de extrema importância: "a propagando do álcool na TV e a influência nos hábitos de consumo".

Alcoolismo é doença séria... e a televisão brasileira também tem sua parcela de responsabilidade, porque permite propagandas e vende mau comportamento.


Andou rolando a possibilidade de aprovarem uma lei que proíbe a propaganda de bebida alcoólica na TV, assim como foi proibida a propaganda de cigarros. Muito falatório, os fabricantes de cerveja do lado contra, é evidente. Depois do bate-boca, a coisa murchou e ninguém fala mais nada da tal lei.
Alcoolismo é doença séria... e a televisão brasileira também tem sua parcela de responsabilidade, porque permite propagandas e vende mau comportamento.
Vou morrer dizendo: se a TV vende produtos, vende também comportamentos e influencia, sim, o jovem a beber. Um sábado, fui ao cabeleireiro e, na esquina tem um bar - aliás, como tem bar no Brasil! Se tivéssemos tantas escolas quanto botecos, com certeza o país seria totalmente alfabetizado.
Parei para ver uma cena: um jovem de uns 20 anos, com uma lata de cerveja na mão, sem camisa, calça jeans caríssima, descalço, carro importado. Tava na cara: classe média alta. Bêbado, mas tão bêbado, que não parava em pé. Ao lado, outro jovem, sóbrio, tentava tirar das mãos dele as chaves do carro. Sem sucesso. Em dado momento, ele escapou, entrou no carro, deu partida e saiu voando.
É preciso, cara leitora, que você entenda que o alcoolismo é doença e não tem cura. A única forma de combatê-lo é a pessoa compulsiva lutar para ficar sóbria. Não é falta de vergonha, é DOENÇA! E o pior é que a própria pessoa ignora que é doente.
Começa bebendo pouco, socialmente, mas as doses vão aumentando, até que chega a um ponto que o viciado não se controla e começa a descer a ladeira da escala social até acabar largado na rua.
A TV vem alertando os jovens. Cenas de Paraíso Tropical, com Cássio (Marcelo Antony) e Mateus (Gustavo Leão), nas quais o pai alerta o filho sobre o perigo da bebida. Mas tudo timidamente. Afinal, os fabricantes de álcool são os anunciantes.
E, como o dinheiro hoje é o novo Deus, o que importa se meu filho for assassinado por aquele jovem bêbado que pegou o volante do início da coluna? Já abordei esse assunto, porque eu também sou uma vítima do álcool. Tive um pai alcoólatra e muito violento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails